O Aeroporto de Guarulhos (Grande São Paulo) deve ganhar 6.768 novas vagas para carros com a construção de um edifício garagem, que funcionará de maneira automatizada. O edital para a contratação da empresa responsável pela construção e administração do novo estacionamento foi publicado na sexta-feira (18) pela Infraero  no “Diário Oficial da União”.

Atualmente, faltam vagas para parar o carro no estacionamento do aeroporto durante a manhã e o final da tarde. Cerca de 3.500 veículos chegam a se espremer em um espaço destinado a 3.000. Para isso, os automóveis ocupam todos os vazios, até calçadas e o canteiro gramado.

Segundo a estatal, o sistema a ser aplicado no novo estacionamento será similar ao dos transelevadores já usados em alguns terminais de carga da Infraero. Estrutura modulares automatizadas, de até seis andares cada, vão armazenar os veículos. Sem interferência humana, o trabalho de estacionar será feito com auxílio de plataformas móveis.

Ainda de acordo com a Infraero, o usuário colocará o carro sobre um rampa, que se movimentará guardando o veículo dentro do prédio. Na saída, o motorista inserirá o tíquete na máquina e o sistema automatizado tirará o carro da vaga.

A tecnologia deve ampliar o número de vagas de 2.948 para 9.716. A estatal afirma que não haverá aumento no preço do estacionamento por conta do novo sistema, e que o valor aplicado seguirá o preço de mercado.

A previsão é de que projetos no mesmo molde sejam realizados também nos aeroportos de Brasília, Porto Alegre e no Santos Dumont, no Rio. Também está sendo estudada a possibilidade de implantar o sistema em Viracopos e Salvador.